Fornecimento de Estação Compacta de Tratamento de Água para a cidade de Papanduva – SC 2020

Publicado em 1 de julho de 2021

CLIENTE

O Município de Papanduva está localizado na microrregião de Canoinhas, na mesorregião do Norte Catarinense, dentro da vertente do interior do Estado de Santa Catarina. Possui um plano de saneamento básico que abrange os serviços relativos ao abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, bem como drenagem e manejo de águas pluviais.

O sistema de saneamento básico de Papanduva possui estreita relação com a comunidade atendida, sendo fundamental para a salubridade ambiental do município e para a qualidade de vida da população. O sistema de abastecimento de água de Papanduva é atualmente operado pela SERVICO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO – SAMAE, que detém a concessão dos serviços de água e esgoto no município. O SAMAE de Papanduva conta com um sistema independente para atender toda área urbana. É composto por captação superficial, tratamento, reservação e distribuição.

O SAMAE de Papanduva está gerando uma melhoria contínua no Sistema de Abastecimento de Água – SAA, seja na captação, no tratamento e na distribuição de água. Com o serviço municipalizado, as tomadas de decisões são realizadas com mais rapidez.

O Município de Papanduva conta com sistema único de abastecimento de água, que atende toda a área urbana e uma pequena parte da área rural, para suprir as demandas e para o consumo humano, operado pela SAMAE. A água é captada nos rios São João e São Paulo, seguindo para uma estação de tratamento de água (ETA). Após passar pelo tratamento, segue para o reservatório com capacidade de 350 m³ e, por fim, segue para a rede de distribuição por gravidade.

O Tratamento de Água de Papanduva é um conjunto de procedimentos físicos e químicos que são aplicados na água bruta captada, para que ela fique em condições adequadas para o consumo, isto é, para que a água se torne potável. Desta forma, o processo de tratamento de água evita a transmissão de doenças em geral e contribui para a redução da mortalidade infantil.

PROJETO

O Governo do Estado de Santa Catarina realizou um diagnóstico da situação do saneamento e de seus impactos nas condições de vida da população de Papanduva e, por meio de visitas técnicas, foi possível verificar que as adutoras de água bruta e tratada, assim como a captação e as redes de distribuição, ETA, além dos reservatórios, se encontravam em bom estado de conservação. Também foi possível constatar que o sistema possui uma boa operação, embora tenha sido verificado que o volume de reservação era inferior ao recomendado por norma e que o sistema não possuía outorga de captação de água. De acordo com informações fornecidas pelo SAMAE de Papanduva foram realizadas melhorias e ampliações no sistema de abastecimento de água nos últimos cinco anos, sendo citadas melhorias na captação, na rede de distribuição e no tratamento.

Diante do exposto, mostra-se adequado concluir que o índice de cobertura de água no município é de 53% da população, não havendo problema de falta de água no município mesmo com a média de crescimento adotada para a área urbanizada e/ou construída na bacia do Rio Papanduva, estimada em 3%. Da mesma forma, projeta que a densidade demográfica para a área urbana será de 1.116,13 hab/km² e para a área rural de 12,66 hab/km² por ano.

Como ponto crítico no serviço de abastecimento de água no município, foi possível citar a grande indisponibilidade de água tratada na zona rural do município, cujo percentual de atendimento é muito baixo (2%). No entanto, relatou-se como positivo a regularidade e eficiência do sistema de distribuição/abastecimento de água do município.

SOLUÇÃO

A SIGMA, por meio de uma análise crítica do problema, apresentou a solução da expansão do sistema de tratamento de água do munícipio através do fornecimento e instalação de uma unidade compacta e completa, a ESTAÇÃO POR GRAVIDADE DE TRATAMENTO DE ÁGUA TIPO LAMINAR, modelo EGTA, em que esse investimento significará uma expansão de 12 litros/s no sistema de Papanduva.

REALIZAÇÃO

Para atender à crescente demanda de fornecimento de água em Papanduva, a SIGMA propôs realizar o projeto de uma ETA por gravidade, compacta, atendendo até 14l/s, construída em aço carbono com pintura resistente a intempéries. A ETA por gravidade (modelo EGTA), compacta, apresenta característica de forma linear e integração dos módulos de floculação, decantação e filtração, sem a necessidade de tubulação para migar a água bruta entre as etapas do tratamento, destinando esse encaminhamento apenas para as entradas de água bruta, lavagem e as tubulações de dreno e água filtrada.

O sistema de dosagem com bombas dosadoras e o sistema de lavagem a ar e água foi igualmente fornecido pela SIGMA, com bomba de até 150m³ e soprador capaz de expandir o leito filtrante de forma garantir a completa assepsia do filtro . A água tratada produzida pela ETA é transportada por bomba centrifuga de 50m³/h para o reservatório intermediário da ETA que, posteriormente, é transferida para o reservatório principal da cidade.

O transporte da água ao reservatório principal (ETA EXISTENTE + ETA SIGMA) foi igualmente projetado pela SIGMA com a instalação de uma casa de bombas no sistema booster, com bomba de 35-37l/s, permitindo elevação de 35m.c.a de forma integrada com a produção de água da ETA localizada a 3km de distância. Todos os projetos de estação de tratamento de águas SIGMA são concebidos de acordo com os parâmetros da norma NBR 12216 (Projeto de estação de tratamento de água para abastecimento público)

Precisando entrar em contato?

Nos envie um e-mail ou ligue: (11) 4056-6265