Distribuidores Rotativos para Filtro Biológico – ETE Londrina Paraná 2018

Publicado em 1 de julho de 2021

CLIENTE

Fundada na década de 1960, e hoje uma das maiores empresas em operação no Estado, a Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar é uma sociedade de economia mista e de capital aberto, controlada pelo governo estadual. A companhia é responsável pela prestação de serviços de saneamento básico a 345 cidades paranaenses e a Porto União, em Santa Catarina, além de 299 localidades de menor porte. A Sanepar disponibiliza mais de 55 mil quilômetros de tubulações utilizadas para distribuição de água potável e mais de 36 mil quilômetros de rede coletora de esgoto. Na área de resíduos sólidos, a empresa opera aterros sanitários em Apucarana, Cornélio Procópio e Cianorte, atendendo a um total sete municípios. Em 2019, foram tratadas 64 mil toneladas de resíduos, beneficiando 290 mil pessoas. Entre os paranaenses abastecidos pela Sanepar, 100% recebem água tratada diante de 83,6% de brasileiros; a coleta de esgoto de 74,2% no Paraná está acima do índice nacional de 53,2%; e o contraste é ainda maior quando se compara o serviço de tratamento: a Sanepar trata 100% do esgoto coletado contra 46,3% da média nacional, de acordo com dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, SNIS, 2018. Em 2019, a Sanepar atingiu mais de 4 milhões de economias ativas* de água e mais de 3 milhões de economias ativas* de esgoto. A empresa mantém uma das maiores estruturas do Brasil em saneamento básico. São 168 Estações de Tratamento de Água e mais de 55 mil quilômetros de rede de distribuição.

PROJETO

Nos últimos cinco anos, a Sanepar investiu aproximadamente R$ 300 milhões para ampliar o saneamento em Londrina. A duplicação do Sistema Tibagi é uma das principais obras, com recursos de R$ 84 milhões. Há também a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Esperança, com um sistema único de controle de odores. Os investimentos nesta unidade e na estrutura de coleta na região foram de R$ 27,2 milhões. Em 2015, iniciaram importantes obras de ampliação da reservação de água, no valor de R$ 25 milhões, além de melhorias nas ETE Norte e ETE Sul, que somam R$ 52,7 milhões. A aplicação de recursos atende demandas da área operacional e faz parte do planejamento plurianual de investimentos. A captação de recursos é uma etapa importante e o seu sucesso está diretamente ligado à qualidade dos projetos apresentados aos órgãos financiadores. O crescimento do indicador de cobertura com rede coletora de esgoto também contribui para o destaque dado à cidade. Enquanto a média brasileira de coleta de esgoto é de 48,6% e a de tratamento é de 39%, Londrina já registra mais de 90% de coleta, sendo que 100% do que é coletado é tratado. Além dos investimentos, a gestão tem viabilizado a queda do indicador de perdas do sistema distribuidor, o que também aparece como um diferencial local. A Sanepar executa em Londrina uma gestão de alta performance, o que já rendeu à cidade quatro estatuetas do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS e reconhecimento na América Latina. Além disso, a certificação da ISO 9001 em todos os processos, desde a produção de água até a disposição final do esgoto tratado, passando pela área comercial e manutenção de redes, ajuda a manter a busca pela melhoria contínua.

SOLUÇÃO

O Distribuidor Rotativo para Filtro Biológico é um equipamento destinado à distribuição do efluente sobre o leito de um filtro cilíndrico, com vazão de 560 litros por segundo. O Filtro Biológico é um processo de depuração orgânica, de alta eficiência e tem como vantagens o baixo custo de manutenção e operação. O processo é caracterizado pela alimentação e percolação do esgoto, com a matéria orgânica diluída, através de um meio de pedras ou elementos de grande superfície de contato. A passagem do esgoto nos interstícios desse meio promove a retenção da matéria orgânica por adsorção e a oxidação bioquímica com o crescimento e a aderência do filme biológico (bactérias aeróbicas e anaeróbicas). Com o equilíbrio bioquímico e a preservação de um ambiente úmido e ventilado, as substâncias dissolvidas são transformadas em sólidos estáveis na forma de flocos, desprendidos pelos gases produzidos na camada anaeróbica e facilmente sedimentáveis, posteriormente, em decantadores secundários.

REALIZAÇÃO

O fornecimento da solução SIGMA teve como premissa a fabricação de 5 distribuidores rotativos para filtro biológico, em que os equipamentos destinam-se a distribuir uniformemente o efluente pela superfície do leito filtrante, funcionando a partir de alimentação por tubulação à gravidade, operando como molinete hidráulico de braços distribuidores, sendo os braços fixados ao elemento e sustentados por meio de tirantes de aço inox.

Construído em aço inox 316L passivado, com um flange inferior robusto e enrijecido, fixado no rolamento de grande porte e tubo central com acabamento na parte superior para minimizar o atrito do sistema de vedação com o defletor, os distribuidores recebem na parte superior a coluna central de sustentação e, na parte lateral inferior, os quatro braços de distribuição de esgoto no leito do filtro biológico, fixados através de flanges e juntas de vedações.

O mancal inferior foi construído com um rolamento de grande porte de esferas, para cargas axiais de escora e reforços verticais, lubrificado através de bomba elétrica de graxa, de modo a minimizar as perdas por atrito e sustentar o peso do conjunto, bem como eventuais desbalanceamentos durante a operação. Foi projetado um sistema de vedação que garante o funcionamento do rolamento sem contato com o esgoto, o que possibilitou o nivelamento prévio do equipamento.

Precisando entrar em contato?

Nos envie um e-mail ou ligue: (11) 4056-6265